Como será o consumo no futuro?

1 ano
Eyemobile
Por Eyemobile

Esse é um questionamento que a grande maioria da população já deve ter feito, afinal, o consumo é uma peça-chave na economia, que influencia diretamente o desenvolvimento do país e a vida das pessoas.

Existe uma busca constante da evolução nas relações de consumo, isso gera a necessidade do comerciante em se atualizar diariamente, principalmente com a avalanche da era digital, onde a concorrência é forte e as informações borbulhão por todos os lados.

Para o consumidor o processo de compra vem se tornando mais seguro, ágil e inovador, graças às grandes tecnologias como o Cashless, as plataformas digitais e a comunicação verdadeiramente efetiva entre as duas pontas.

Não existe bola de cristal, existe sim uma grande tendência de mercado que começa a influenciar a próxima década desde já, apontam alguns estudos. O comportamento dos indivíduos, o seu modo de vida, as relações entre si, tudo isso revela dados importantes para essas previsões.

Se você está de olho no amanhã, comece a investir agora! Siga a leitura e fique por dentro do que vem por aí. 

Pagamentos via Mobile

Um caso clássico do que já é real, vem se aprimorando e tende a ser uma revolução nas soluções de pagamento.  

Você já deve ter ouvido falar na tecnologia NFC, que quer dizer Near Field Communication (comunicação por campo de proximidade), ou até mesmo observado a sigla nas especificações técnicas do seu smartphone. Mas você sabe para que serve e como funciona?

NFC é basicamente informações trocadas entre dois dispositivos próximos, sem fio. Ele pode ser utilizado em crachás, para identificação de funcionários em empresas ou para facilitar sua vida no supermercado. Aproximando seu celular da prateleira, você tem o preço e as informações indispensáveis do produto, por exemplo.  

No caso dos pagamentos, a tecnologia está sendo vista como o próximo substituto dos cartões de crédito. O Japão é um dos países que exploram bastante a NFC, lá é possível pagar uma passagem do Metrô de Tóquio apenas aproximando o smartphone de um receptor na catraca.

Tendência Cashless

Isso mostra como o sistema Cashless, onde o uso de dinheiro ou cartão de crédito não existe, tornou-se uma tendência mundialmente promissora, pela qual já é possível investir.

O pagamento feito pela tecnologia NFC é uma das formas trabalhadas nesse sistema, que também conta com cartões e pulseiras pré-pagas, tudo para buscar mais comodidade e segurança ao cliente.  

No Brasil grandes festivais aderiram as pulseiras Cashless e provaram como é simples e eficaz seu funcionamento. As dores de cabeça com as filas desapareceram, a rapidez das transações otimizavam os serviços oferecidos, os usuários não se preocupavam com carteiras ou dinheiro, o que causa um conforto ímpar, enfim, os benefícios são inúmeros.

Além dos eventos o Cashless também já atende demandas como cantinas escolares, estádios de futebol e food trucks, contribuindo com o empresário na redução de custos, uma vez que não há aluguel de máquinas de cartão e porcentagens sobre as vendas, ajudando a administrar o caixa, sendo todas as informações digitalizadas e também a transparecer uma marca moderna que traz a tecnologia até o cliente.

Tire dúvidas e descubra qual a melhor solução de pagamento para o seu negócio, aqui!  

Economia Colaborativa

Os aplicativos que prestam serviços eletrônicos na área de transporte por algumas empresas são um exemplo de como essa partilha foi bem aceita pela grande maioria da sociedade. Ela caminha para outros eixos, e há quem garanta que a indústria alimentar será o próximo. Além de sustentável é uma saída inteligente para quem gosta de economizar.

Tudo é digital

Outro comportamento atual que influenciará a maneira de comprar e vender coisas, ultrapassando as vendas presenciais de produtos e serviços. Existem também os influenciadores digitais que consolidam e promovem essas vendas. Tudo potencializado. Notas e avaliações como moeda de troca, afinal uma boa reputação na internet atrai mais seguidores e possíveis consumidores.

Privacidade

Com tantos perigos, golpes e ciladas na rede, a privacidade se torna algo essencial. Ninguém querer suas informações vulneráveis. Investir em apps e sites que tornem transações bancárias e preenchimento de formulários mais discretas aumentará. Um diferencial para empresas e redes sociais que se preocupam com a seguridade de quem os acessa.  

Realidade Virtual

Hoje a publicidade provém de três plataformas para divulgação na era da informação: Internet, móbiles e computadores. Futuramente a realidade virtual será considerada a quarta, trazendo uma experiência singular ao público. A comunicação visual prende a atenção, sendo já comprovado que 90% das informações que armazenamos ao longo do dia são visuais e um estímulo por imagem chega ao cérebro 60 mil vezes mais rápido que por um textual.

Centros de compras e experiências

Com espaços físicos menores, mais acolhedores, com a proposta de criar ricas experiências, esse é o perfil das futuras lojas. O consumo digital deverá inverter o papel com o que conhecemos hoje como centros comerciais.

Podemos observar que o comportamento do consumidor mudará, englobando demais as novas tecnologias. Essas adaptações deverão ser implementadas pelas empresas que não querem parar no tempo.

Se curtiu esse conteúdo, compartilhe nas suas redes sociais ou comente sua opinião sobre o tema, ficaremos felizes em trocar figurinhas! 😉

 

Por Sara Letícia Correa

Redatora graduada em Publicidade & Propaganda.