Dicas para evitar perdas no frente de caixa

1 ano
Eyemobile
Por Eyemobile

As perdas no frente de caixa são problemas bastante conhecidos de quem atua no setor varejista, e podem se configurar em prejuízos significativos no final do mês. Infelizmente, apesar disso, de acordo com os dados da 15ª Avaliação de Perdas no Varejo, da IBEVAR, 51,01% das perdas não são identificadas pelos gestores.

Isso significa que mais da metade dos prejuízos causados por problemas no frente de caixa não são, sequer, compreendidos pelos varejistas e se configuram em problemas graves como facilitações, erros e fraudes.

Por isso, combater as perdas no frente de caixa é tão importante na maior parte dos estabelecimentos. Se você é comerciante e está vendo boa parte dos seus lucros indo embora por problemas nesse setor, continue a leitura.

Quais são os principais motivos que levam as perdas no frente de caixa?

Existem inúmeros motivos que podem levar às perdas no frente de caixa, como desvios e fraudes cometidos tanto por “clientes” maliciosos, como por funcionários internos, até problemas relacionados à erros e à ineficiência dos procedimentos. Veja os mais comuns:

Golpes realizados por clientes mal intencionados

Muitos são os golpes que consumidores mal intencionados podem tentar infringir contra seu estabelecimento e conhecê-los é a melhor forma de se proteger. Alguns dos mais praticados são:

  • consumo dos produtos no interior do estabelecimento, sem que a embalagem seja passada no caixa;
  • esconder produtos na parte inferior do carrinho ou em outras embalagens maiores, como panelas ou potes;
  • compra de grandes volumes, como os engradados, sem que todos os itens sejam contados pelo operador de caixa;
  • empilhamento de duas ou mais caixas de um determinado produto, mas apenas um é computado no caixa;
  • subtração de valores da gaveta do caixa quando o operador se ausenta.

Golpes realizados por operadores mal intencionados

Infelizmente, muitas vezes o problema pode acontecer internamente, com operadores de caixa mal intencionados e que estão “acostumados” a realizarem diversos tipos de fraudes, como:

  • cancelamento dos produtos vendidos após ter recebido o valor, se apropriando desse pagamento indevidamente;
  • cancelamento da compra com o cliente como cúmplice, geralmente com o furto de um produto de valor alto;
  • ausência do registro de venda, com o produto indo diretamente para a sacola do cliente (algumas vezes, isso também pode acontecer por desatenção do operador de caixa);
  • venda com o código de barras trocado por um produto de menor valor (também pode acontecer tanto em conluio entre o operador e o cliente, como com clientes mal intencionados que realizam a troca de etiquetas de forma deliberada).

Como posso evitar esses golpes e as perdas no frente de caixa?

Já deu para notar que as perdas no frente de caixa são bastante variadas, não é mesmo? Justamente por isso é necessário atenção redobrada em todos os seus procedimentos internos e ainda contar com aliados importantes, como uma tecnologia efetiva no combate a esses golpes.

Cancelamento de cupons apenas realizado por superiores

Esse é um procedimento interno bastante utilizado em muitos comércios varejistas. Embora ele possa deixar o processo de compra um pouco mais lento, ajuda a garantir que não existirão fraudes.

Assim, cada vez que um cupom ou item precisa ser cancelado, um supervisor é chamado e de posse de um cartão específico e com senha, ele consegue realizar a operação.

Capacitação dos funcionários

Quanto mais os funcionários forem capacitados e treinados para usarem as diferentes tecnologias, menores serão os riscos de fraudes e golpes realizados. Envolver os colaboradores na política interna da empresa melhora a identificação das equipes e o entendimento da importância em seguir todos os parâmetros estabelecidos.

Rotinas claras e bem orientadas ajudam os profissionais a sentirem-se mais seguros e, claro, a ficarem atentos sobre possíveis clientes mal intencionados e que desejam aplicar golpes no estabelecimento.

Não se esqueça de investir em uma política de incentivo, oferecendo benefícios àqueles colaboradores que realmente se engajarem com a prevenção de perdas, oferecendo ideias ou sendo mais proativo nas suas ações de vistoria.

Para os operadores de caixa, também vale a pena promover treinamentos específicos, explicando os golpes mais comuns de serem aplicados e as formas de evitá-los, como se atentando se todos os itens do carrinho foram realmente passados na esteira, verificando se as embalagens maiores não possuem outros produtos escondidos e conferindo com o cliente se ainda falta algum produto para ser computado.

Conferência dos caixas

Manter o hábito de conferir, aleatoriamente, os caixas ajuda a reduzir as fraudes, principalmente àquelas promovidas pelos próprios operadores. Nesse sistema, sem aviso prévio de data ou hora, auditores realizam a inspeção de um determinado caixa, contando o dinheiro e promovendo a classificação dos documentos.

Análise frequente do inventário

Infelizmente, em muitos estabelecimentos, os gestores só conseguem identificar as perdas no frente de caixa quando comparam os itens em estoque com as vendas realizadas.

Para evitar essas perdas, analisar o inventário com mais frequência ajuda a ter uma visão mais realista do problema – e pensar em medidas para coibi-lo. De preferência, reserve algumas horas para, diariamente, conferir os produtos disponíveis no estoque e os produtos vendidos ou cancelados.

Como a tecnologia pode ser uma aliada na hora de evitar as perdas no frente de caixa?

Embora todas essas medidas sejam extremamente importantes, contar com soluções tecnológicas pode fazer a diferença na hora de promover um combate mais efetivo às perdas no frente de caixa.

Hoje já existem sistemas capazes de integrar a comunicação e os dados, monitorando em tempo real todos os cupons cancelados, por exemplo, e identificado se o produto em questão realmente se encontra em estoque.

Além disso, esses sistemas ainda oferecem vantagens interessantes, como:

  • controle sobre quais são os operadores que mais realizam cancelamentos de cupons ou de itens (permitindo ao gestor buscar informações sobre o motivo do problema);
  • monitoramento em tempo real de vários PDVs, com suporte de vídeo e de áudio;
  • relatórios específicos sobre inúmeras operações, como faturamento e ticket médio, quantidade de cupons cancelados e finalizados, tempo médio de pagamentos, entre outros;
  • detecção de movimento de passagem dos itens pelo leitor;
  • pesquisas sobre os cupons e as movimentações realizadas pelo operador em determinada compra;
  • cruzamento de informações e integração com todos os meios de pagamento.

Como você pode notar, reduzir as perdas no frente de caixa é uma missão que exige um alto grau de empenho e envolvimento, tanto dos gestores, quanto dos funcionários. Ter práticas bem estabelecidas que evitem as principais fraudes e contar com uma boa tecnologia para esse setor são atitudes fundamentais.

Depois de ler esse conteúdo, ficou mais fácil evitar as perdas no frente do caixa? Curta a nossa página no Facebook e descubra as soluções inovadoras da Eyemobile para o seu negócio!