Frente de caixa: como avaliar o melhor para o seu negócio?

2 anos
Eyemobile
Por Eyemobile

Embora esse seja um assunto extremamente importante, nem todos os gestores se atentam para o frente de caixa e acabam perdendo oportunidades de ampliar as vendas, conquistar e fidelizar mais clientes e até mesmo de terem um controle mais adequado do seu negócio.

O frente de caixa, como o próprio nome sugere, é o espaço no qual os clientes efetuam seus pagamentos e onde podem estar expostos diversos itens, além de contarem com opções modernas e automatizadas que interferem diretamente no dia a dia do comércio.

Quer saber mais sobre frente de caixa e melhorar os ganhos na sua empresa? Continue a leitura!

Frente de caixa e vendas: como melhorar essa relação?

Em um mercado cada vez mais dinâmico, é normal que vários setores dos comércios passem por modificações significativas e o frente de caixa é um desses espaços.

O mundo moderno e as exigências atuais fazem com que os clientes não queiram mais perder tempo em filas intermináveis, por isso investir em novas soluções ajuda a otimizar o seu atendimento e dar mais agilidade aos seus processos, aumentando as vendas.

Além disso, existem outros pontos que podem ser explorados. Veja algumas dicas:

Modernize seus equipamentos

A tecnologia pode ser usada para deixar o layout do seu frente de caixa mais intuitivo e dinâmico, reduzindo a quantidade de itens físicos, como computador de mesa, monitor, teclado, mouse, cabos, etc.

Hoje já é possível trabalhar com itens mobile, como smartphones ou tablets com todas as suas necessidades em termos de sistema, deixando os seus processos mais ágeis e rápidos, permitindo que o seu funcionário se locomova até o cliente, reduzindo as filas e o tempo de espera.

Modernizar seus equipamentos ainda pode se configurar em otimização dos custos, reduzindo a necessidade de manutenção e ainda permitindo o fácil acesso mesmo em outros ambientes que não o seu comércio, graças aos sistemas em nuvem, por exemplo.

Exponha corretamente

Como em tudo dentro do seu comércio, é essencial que o frente de caixa não seja poluído, mas favoreça a visão dos produtos e instigue os consumidores a levar àqueles itens para casa.

Por isso, você poderá investir em uma iluminação correta, uma boa organização e disposição dos produtos, bom atendimento que ajude a oferecer os produtos e elaborar as vantagens, etc.

Ofereça brindes

Você sabia que os brindes são importantes propulsores de vendas? De acordo com uma pesquisa feita pelo Ispsos Brasil, 66% das pessoas consideram mais vantajoso pagar a mais por um item que venha com um brinde, do que pagar um valor menor, mas não levar nenhum item adicional.

Então que tal aproveitar essa disposição extra dos consumidores, oferecendo vantagens e produtos exclusivos? Não precisa ser nenhuma promoção mais elaborada, sendo possível até mesmo unir alguns produtos que estão com uma saída baixa.

Não se esqueça das datas comemorativas

As datas comemorativas são ótimas para ampliar as vendas em vários segmentos comerciais e elas também funcionam como um impulso extra no frente de caixa. Você poderá pensar em uma decoração adequada a essas datas e também em produtos que tenham relação com o momento.

Assim, se um consumidor “esquecido” estiver passando pelo caixa, ele poderá se lembrar da proximidade com a data e garantir uma lembrancinha, aumentando o seu consumo.

Favoreça as compras por impulso

A verdade é que nem todos os consumidores realizam compras pensadas e planejadas. E o frente de caixa é o ponto mais favorável de inúmeros comércios para que essas compras por impulso aconteçam.

Então, tente aproveitar o potencial desse espaço para expor aqueles itens que fazem parte dessa compra impulsiva, como cartões pré-pagos, garantia estendidas, vale-presentes, doces e balas, kits promocionais e muitos outros. Lembre-se que é importante que esses itens sejam de valor baixo, que não necessitem pensar para levá-los já que eles não comprometerão o orçamento do seu cliente.

Invista em tecnologia

Os cartazes e os banners são opções já bastante conhecidas para o frente de caixa, mas você pode ir além e oferecer soluções bem mais atrativas para os seus clientes.

As promoções e distribuições de brindes, por exemplo, podem ser feitas de maneira automatizada através de telas e equipamentos de uso público, nos quais os próprios consumidores podem cadastrar alguns dados básicos e retirar suas mercadorias promocionais.

Essa é uma forma de chamar a atenção do seu cliente, otimizar o seu tempo, reduzir a necessidade de funcionários e ainda captar dados importantes sobre os seus consumidores para programas de fidelização e campanhas de marketing de relacionamento.

Frente de caixa: como ele pode melhorar a minha administração e gestão financeira?

Estimular as vendas e ampliar os lucros são ótimos motivos para pensar melhor no seu frente de caixa, mas não é só isso. Esse é um setor crucial também na sua administração e gestão financeira.

Afinal, é por ele que os produtos vendidos são contabilizados, dando baixa no estoque e influenciando diretamente no seu fluxo de caixa. Se você não se atenta a esse setor, certamente estará colocando em risco o seu controle financeiro.

Por isso, contar com um sistema adequado para o frente de caixa é muito importante que seja capaz de receber os pagamentos dos clientes, dar baixa nos produtos vendidos, contabilizar o seu lucro, emitir a nota fiscal e o controle de todos os itens que o cliente comprou.

A emissão de nota fiscal é obrigatória para todas as empresas que realizam a venda de mercadorias, sendo que é através dela que são recolhidos os impostos estaduais e federais. Somente estão desobrigadas da emissão àquelas empresas enquadradas no MEI (microempreendedor individual).

Se você se enquadra na obrigatoriedade de emissão de nota saiba que é preciso ter um sistema de gestão que seja compatível com o SAT (Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos) que documenta, de forma eletrônica, todos os arquivos gerados nas transações comerciais varejistas.

Outro ponto que merece atenção é em relação à NFC-e, que é a Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica, um documento criado para substituir os antigos cupons fiscais. Ela precisa ser emitida por todos os comércios varejistas e em todas as operações de venda direta para o cliente final.

Apesar de obrigatória, cada comércio poderá decidir como será feito o detalhamento da venda. De qualquer maneira, é preciso que o documento impresso conte com um QR Code através do qual o consumidor poderá acessar o restante das informações que não estão presentes no documento.

Como você pode notar, é preciso estar atento a todas essas modificações, para que o seu frente de caixa esteja em sintonia com as novas exigências legais, ajude a melhorar a sua gestão financeira e de estoque e ainda otimize a suas vendas e aumente os seus lucros.

Gostou de saber mais sobre a importância do frente de caixa? Ainda tem alguma dúvida sobre esse tema? Deixe um comentário pra gente!