Trabalhar com eventos: conheça as oportunidades

2 anos
Eyemobile
Por Eyemobile

Trabalhar com eventos pode ser o sonho de muitas pessoas, já que esse é um dos setores que mais crescem no país e se mantém aquecido mesmo em períodos de crise.

Além disso, a área de eventos é extremamente ampla e demanda por profissionais variados: desde o organizador e produtor, até os fornecedores de serviços e tecnologias que ajudam a criar toda a “atmosfera” dos eventos.

Se você se interessa por essa área e pensa em atuar com eventos, continue a leitura e saiba tudo sobre esse universo fascinante.

O setor de eventos: porque ele é um bom investimento?

Como dissemos, o setor de eventos é um dos que mais crescem no país, sendo considerado o segundo PIB.

E isso não é por acaso, já que o faturamento anual da área chega a R$ 652,9 bilhões – tudo isso graças ao mais de 500 mil eventos produzidos por ano no Brasil, que geram cerca de 15 milhões de empregos.

Em todo o mundo, o setor de entretenimento é um dos que mais lucram. De acordo com os dados do PwC, em 2014, esse ramo movimentou US$ 42 bilhões – e a expectativa é que ele cresça cerca de 10% nos próximos cinco anos, chegando aos impressionantes US$ 69 bilhões em 2019.

Mas, não pense que todos esses números incríveis são criados apenas pelas grandes empresas de eventos e festivais gigantescos.

No Brasil, a realidade é outra e são os pequenos empresários os principais responsáveis por darem esse “gás” ao setor de eventos, sendo que a área de casamentos e festas é um dos ramos mais aquecidos.

Para se ter uma ideia, somente em 2012, foram movimentados quase R$ 14 bilhões, de acordo com os dados da Associação Brasileira dos Profissionais de Serviços para Casamentos e Eventos Sociais (Abrafesta).

E não pense que todos esses números estão relacionados apenas aos produtores de eventos.

Na verdade, a cadeia de empregos é bem ampla e abrange inúmeras possibilidades de atuação, como: fornecedores de serviço e de tecnologia, buffets, promoters, músicos, fotógrafos, decoradores especializados em eventos, equipes de segurança e muitos outros.

Isso significa que são muitas possibilidades de atuação e de renda para quem pretende atuar e investir no setor.

Quais as possibilidades para trabalhar com eventos?

Depois de analisar esses números, você já está convencido de que essa é uma opção rentável e com demanda frequente? Veja algumas possibilidades de atuação:

Organizador de eventos

Quando falamos no setor de eventos, a primeira imagem que vem a cabeça de muitas pessoas é o organizador ou produtor de eventos – o responsável por tirar as ideias do papel e transformá-las em realidade.

Para se destacar como produtor é preciso ter algumas características, como:

  • Senso de organização;
  • Uma boa rede de contatos;
  • Facilidade em gerir equipes;
  • Boa comunicação;
  • Atualização frequente;
  • Capacidade para atuar em horários diferenciados, como feriados, finais de semana e no período noturno.

Se você gosta da área, poderá atuar como um organizador de eventos independente ou estar atrelado a alguma empresa do setor.

O mais comum é que os produtores se especializem em algum dos ramos de eventos, como organizadores de casamentos e festas de debutantes (cerimonialistas), produtores de eventos musicais e festivais, produtores de baladas, organizadores de eventos corporativos e assim por diante.

A possibilidade de ganhos desse profissional estará atrelada a demanda por eventos a serem organizados.

Para quem ainda está começando na área e não possui um nome conhecido, pode ser mais interessante atuar junto a uma empresa ou como assistente de um produtor com mais anos de estrada e assim começar a trabalhar na sua marca própria.

Fornecedores de serviço

Aqui, existe uma gama infinita de possibilidades, dependendo do ramo de eventos em que você atuará.

É possível trabalhar desde com um buffet especializado em coffee breaks para workshops e feiras, por exemplo, até como um fotógrafo exclusivo de casamentos e festas.

Você ainda poderá pensar em ter uma empresa especializada nos serviços terceirizados mais usados em eventos, como equipes de segurança, de barman, de músicos, bandas e DJ’s, de decoração, de floristas e assim por diante.

A dica, sempre, é buscar compreender as necessidades do mercado, conversando com os principais produtores da área e encontrando “brechas” que ainda não estão sendo atendidas.

Por exemplo, pode ser comum que as casas de show ou os produtores de festivais de música sintam uma carência em boas empresas de segurança, com profissionais treinados e acostumados a lidarem nesse setor.

Identificando essa carência, você poderá pensar em como oferecer serviços sob medida que venham ao encontro das necessidades da área.

Representante de tecnologias

Uma das tendências mais fortes no setor de eventos atualmente é o uso de diversas tecnologias para a diferenciação das produções.

São várias as possibilidades, como: sistemas de cashless, bilheteria online, atrações multimídias, desenvolvimento de aplicativos próprios para os eventos, pulseiras RFID e muitas outras.

As empresas de tecnologia estão começando a entender que o setor de eventos é uma ótima oportunidade e passaram a criar e desenvolver soluções muito interessantes.

Porém, um entrave para muitos desses negócios é a falta de mão-de-obra capaz de fazer o “meio de campo” entre a empresa de tecnologia e os produtores de evento.

Essa é uma ótima oportunidade de atuação para aquelas pessoas dinâmicas, com uma boa rede de contatos e que gostam de trabalhar com vendas.

Ser um representante de novas tecnologias pode lhe garantir altos lucros no fim do mês, principalmente porque muitas dessas soluções são ideais para eventos de grande porte, como festivais de música, eventos esportivos e grandes feiras de negócio – o que permite que você tenha uma comissão bem alta.

Além disso, outro atrativo é a falta de concorrência, já que o mercado ainda está em busca de profissionais capazes de aliar conhecimentos sobre tecnologia, paixão pelo setor de eventos e uma boa capacidade para vendas.

Promoter

Se você é daqueles que conhece muitas pessoas, é simpático, organizado e adora festas e baladas, que tal se tornar um promoter?

Cada vez mais importante para ajudar na divulgação de festas e baladas, esse profissional precisa estar sempre bem informado e de olho nas principais tendências do seu setor de atuação, com contatos importantes tanto na área de atrações, como de influenciadores estratégicos para a marca que você representa.

Além da lista de contatos, o bom promoter deve ter ainda outras características, como: saber falar outros idiomas, ser proativo, ter atenção a todos os detalhe e poder de convencimento, saber vender o lugar para o qual trabalha e, claro, ter muita disposição e dedicação.

Se identificou com alguma das oportunidades acima? Acredita que trabalhar com eventos é uma boa forma de driblar a crise e ainda atuar em uma área que você tenha afinidade? Deixe um comentário pra gente!