Post Thumbnail

Assine nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos.

09 / jun / 2022 • Por: Michelle Oliveira

Como escolher sistema PDV para minha loja?

Quem tem uma loja sabe o quanto a gestão pode ser complicada. Um sistema PDV, também chamado de frente de caixa, é capaz de ajudar muito. Mas é importante saber com escolher sistema PDV para o seu negócio.

Com ele, você controla melhor suas vendas, emite os cupons fiscais, gerencia o estoque e tem dados confiáveis para tomar decisões.

A boa notícia é que o sistema PDV é ideal para varejos de todos os portes. Principalmente para os pequenos negócios, em que o gestor acaba sobrecarregado com tantas demandas.

Isso é tão real que, até 2028, a expectativa do setor é que os sistemas PDV cresçam 9,5%. Afinal, a cada ano, mais empresas devem aproveitar os benefícios da tecnologia.

É claro que, para ter vantagens competitivas, você precisa escolher o sistema PDV certo. E é justamente para lhe ajudar, que montamos este conteúdo completo. Siga conosco!

O que é um sistema PDV?

Antes de mais nada é preciso entender exatamente o que é sistema PDV, certo?

Estamos falando de um software que faz o gerenciamento de vendas e o controle de pagamentos recebidos.

Ou seja, é um programa que controla as vendas feitas dentro da sua loja, emite o cupom fiscal, atualiza o seu estoque e gerencia o recebimento dos pagamentos feitos pelos clientes.

Por isso, é importante que o sistema escolhido consiga se comunicar com as maquininhas de cartão e com os principais meios de pagamento usados atualmente, como o PIX.

A grande sacada de um software de PDV é que ele automatiza diversas funções.

Por exemplo, ao invés de dar baixa manualmente no seu estoque a cada venda realizada, o software fará automaticamente. 

E, ainda, é possível emitir relatórios para acompanhar os números de vendas, o giro de estoque, produtos mais vendidos etc. Com esses dados em mãos, você consegue tomar decisões mais acertadas. O que ajuda a sua loja a crescer e vender mais. 

Como escolher o melhor sistema PDV?

Já deu para notar que um sistema PDV para loja é super importante, não é? Por isso, você deve se atentar a alguns pontos quando for escolher a tecnologia.

Entenda o que sua loja precisa

O primeiro passo é avaliar quais problemas você precisa resolver. Assim, será mais fácil escolher um software que traga essas facilidades.

Qual é a sua maior dificuldade hoje? Controlar as vendas? Gerir o estoque? Controlar os pagamentos (principalmente a prazo)? Entender as preferências dos seus consumidores? 

Conheça as particularidades do seu nicho

Cada segmento tem particularidades que precisam ser respeitadas. Por isso, uma dica de ouro é: busque por uma tecnologia que seja focada no segmento em que você atua.

Se você tem uma loja de roupas, por exemplo, não adianta usar um PDV para lanchonetes. Porque ele terá funções que não fazem sentido no seu dia a dia. E deixará de ter outras que são essenciais para o seu ramo.

Fique por dentro das legislações e obrigações fiscais

Garanta que a tecnologia escolhida esteja de acordo com as leis e obrigações fiscais brasileiras, para seu nicho e porte de empresa. Não adianta usar um software importado, se ele não é compatível com o nosso Fisco.

No caso dos varejistas, é crucial que a tecnologia permita cadastrar os produtos. Já que essa é a principal fonte de informação para a circulação de mercadorias. Assim, analise se o sistema PDV atende às obrigações acessórias da classificação tributária dos produtos. 

Atente-se à facilidade de uso e implantação

A ideia do sistema PDV é, justamente, que ele facilite a sua vida. Por isso, deve ser fácil de usar e intuitivo. Caso contrário trará mais empecilhos do que resolverá problemas.

Não se esqueça de verificar como é a implantação. O software é apenas um sistema. Para que ele traga as vantagens esperadas, as pessoas precisam usá-lo. 

Converse com seus funcionários, explique os motivos para a mudança e garanta que todos enxerguem as vantagens que um sistema assim irá trazer. Especialmente para a rotina deles. 

O que um bom sistema PDV precisa ter?

Agora é o momento de comparar as tecnologias disponíveis no mercado. Mas como fazer isso? Entendendo os pontos mais importantes que um sistema PDV precisa ter para as lojas. 

Integração com setores

A tecnologia deve ser um elo entre os departamentos, encurtando os processos e facilitando a comunicação.

Por exemplo, um frente de caixa que se integra à etiquetagem dos produtos. Assim, o processo de leitura de código de barras ou QR Code pode ser feito tanto no caixa físico, como pelos vendedores dentro da loja. O que traz mais praticidade no processo de venda.

Emitir notas e cupons fiscais

É indispensável que a tecnologia consiga emitir notas e cupons fiscais automaticamente após cada venda, de forma simples, prática e rápida.

Para isso, o sistema PDV precisa ser homologado com Emissor de Cupom Fiscal (ECF), Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica (NFC-e) e Software de Autenticação e Transmissão de Cupons Fiscais Eletrônicos (SAT-CF-e).

Controle financeiro

Você precisa de um controle de fluxo de caixa automático, com registro das entradas e saídas e um controle de recebimentos. 

Assim, fica mais fácil visualizar as contas que você tem que pagar, o saldo em caixa e o quanto ainda tem para receber das vendas realizadas no crédito.

Frente de caixa

O frente de caixa é uma função essencial no sistema PDV. Mas não qualquer um. O importante é que ele seja móvel.

Dessa forma, é possível fechar as vendas de qualquer parte do seu negócio.

Por exemplo, vamos supor que você tenha uma loja de roupas. Seu vendedor está atendendo o cliente, que experimentou algumas peças e resolveu levar uma calça jeans.

Ao invés do cliente se dirigir a um caixa físico e aguardar na fila, ele pode fechar a compra direto com o vendedor. Basta que o PDV tenha a opção de frente de caixa móvel.Com um celular ou um POS Digital, o vendedor lê o código de barras do produto e realiza a cobrança. 

Estoque

É esperado que o sistema PDV consiga dar baixa automaticamente nos produtos vendidos. Dessa forma, é mais fácil controlar o momento certo de reposição.

Relatórios descomplicados

Como saber quais produtos você vende mais? Ou quais os meses mais movimentados? Ou, ainda, quais as formas de pagamento são as favoritas dos seus clientes?

Um bom sistema PDV deve oferecer a opção de emitir relatórios. Mas, claro, fazer isso de forma simples e prática. 

Suporte

Se der algum problema com a tecnologia, como resolver? Avalie sempre o suporte oferecido pela empresa desenvolvedora. Saiba quais são os canais de comunicação, o horário de funcionamento e a agilidade dos times.

Autonomia

O mais importante é que um sistema PDV lhe dê autonomia para gerir sua loja. Ou seja, que ele conte com funções que tornem seu dia a dia mais prático e rápido. 

Dica extra: cuidado com a segurança!

Uma dica muito importante é sempre tomar cuidado com a segurança dos seus dados e do seu negócio.

Evite usar sistemas PDV gratuitos ou crackeados. Porque isso pode facilitar para que pessoas maliciosas tenham acesso aos dados da sua empresa. O que pode colocar em risco a segurança da sua loja e também dos seus clientes.

Conclusão

Neste conteúdo, você aprendeu que um sistema PDV para loja é um grande aliado. Pois ele consegue automatizar diversas funções e oferece um controle melhor da sua empresa.

Para obter todos esses benefícios, contudo, é importante escolher corretamente. Verifique se o programa é fácil de usar, indicado para o seu setor, oferece funcionalidades importantes, é adequado às legislações brasileiras e consegue integrar seus times, trazendo rapidez e agilidade no atendimento aos clientes.

E aí, gostou dessas dicas? Então você precisa conhecer o sistema PDV da Eye. Criado exclusivamente para ajudar pequenos empresários a terem resultados ainda melhores. Ele é fácil de usar e conta com várias funções para revolucionar seu dia a dia. Saiba mais!

 

Compartilhar esse post
TwitterLinkedInFacebookWhatsApp